Skip to main content

PUBLICIDADE

Livro Receitas sem Glúten para Celíacos

Doença Celíaca: Sintomas, Diagnóstico, Tratamento e Dieta

Doença Celíaca: Sintomas, Diagnóstico, Tratamento e Dieta

Doença Celíaca: saiba mais sobre a intolerância ao glúten e seus sintomas, diagnóstico, tratamento e alimentos permitidos.

 

PUBLICIDADE

200 Receitas sem Glúten e sem Lactose

 

O que é Doença Celíaca?

 

A doença celíaca é uma doença autoimune, caracterizada pela inflamação crônica da mucosa do intestino delgado que pode resultar na atrofia das vilosidades intestinais, com consequente má absorção intestinal e suas manifestações clínicas. Caracteriza-se pela intolerância ao glúten em pessoas geneticamente predispostas e que não podem consumir produtos com glúten.

 

A doença celíaca interfere diretamente na absorção de nutrientes essenciais ao organismo como carboidratos, gorduras, proteínas, vitaminas, sais minerais e água. Aparece geralmente na infância, nas crianças com idade entre 1 e 3 anos, mas pode surgir em qualquer idade, inclusive nas pessoas adultas.

 

A Organização Mundial da Saúde estima que 1% da população mundial é celíaca. No Brasil, estima-se que em torno de 2 milhões de pessoas sejam celíacas, porém a maioria dessas pessoas ainda estão sem diagnóstico.

 

O termo “celíaca” tem origem no grego κοιλιακός (koiliakós, “abdominal”) e foi introduzido no século XIX para traduzir aquela que é considerada a primeira descrição da doença por Areteu da Capadócia, durante a antiguidade grega.

 

O único tratamento é uma alimentação isenta de glúten por toda a vida.

 

O que é Glúten?

 

O glúten é uma proteína encontrada naturalmente no trigo, cevada, centeio e seus subprodutos como malte, farinha de rosca, etc. A aveia pode conter glúten devido ao seu processo de cultivo e processamento.

 

 

Sintomas da Doença Celíaca

 

A Doença Celíaca tem como sintomas mais comuns:

 

– Diarreia crônica (que dura mais do que 30 dias)

– Prisão de ventre

– Anemia

– Falta de apetite

– Vômitos

– Emagrecimento / obesidade

– Atraso no crescimento

– Humor alterado: irritabilidade ou desânimo

– Distensão abdominal (barriga inchada)

– Dor abdominal

– Aftas de repetição

– Osteoporose / osteopenia

– Atraso no crescimento em crianças

– Abortos de repetição.

 

Doenças relacionadas à doença celíaca: diabetes tipo 1, problemas da tireoide, outras doenças autoimunes ou mesmo a dermatite herpetiforme (conhecida por manifestação na pele da doença celíaca), deficiência de imunoglobulina IgA, intolerância à lactose e quadros neurológicos como epilepsia, ataxia, neuropatias, etc.

 

A doença celíaca pode se apresentar com um ou vários sintomas e todas as queixas devem ser consideradas. Consulte um médico que conheça a doença celíaca. A doença celíaca pode levar à morte se não for tratada.

 

Sintomas da Doença Celíaca

Diagnóstico da Doença Celíaca

 

Após a suspeita clínica, os exames que permitem o diagnóstico da Doença Celíaca são:

 

– Exames laboratoriais: testes sorológicos para dosar os anticorpos antigliadina, antiendomísio e antitransglutaminase;

– Endoscopia Digestiva com biópsia do intestino delgado (duodeno) para confirmação do diagnóstico.

 

Não inicie uma dieta sem glúten antes de realizar os exames para não prejudicar os resultados.

 

Tratamentos para a Doença Celíaca

 

A alimentação sem glúten é o único tratamento conhecido até o momento para a Doença Celíaca. Consulte sempre um nutricionista para orientação de uma dieta sem glúten para celíacos.

 

Doença Celíaca: Dieta e Alimentos Permitidos

 

A Doença Celíaca requer uma dieta sem glúten, saudável e adequada!

 

Alimentos sem Glúten: frutas, verduras, legumes; leguminosas; cereais como arroz, milho e suas farinhas; painço, amaranto, quinoa, chia, trigo sarraceno (não é trigo, embora tenha nome igual); tubérculos como mandioca (aipim), batatas doce e inglesa, inhame, cará; castanhas; óleos vegetais; ovos; carnes em geral e produtos especiais próprios para celíacos.

 

Alimentos de Risco: alimentos com aditivos, pré-prontos como refeições congeladas, molhos ou industrializados como biscoitos, pães e farinhas que possam ter entrado em contato com glúten durante o processo de produção. A aveia pode conter glúten devido ao seu processo de cultivo e processamento.

 

Nestes alimentos é importante ler a lista de ingredientes das embalagens. Caso não conheça algum ingrediente, entre em contato com o fabricante antes de comprar. Nos rótulos de alimentos devem constar a inscrição “Contém Glúten” ou “Não Contém Glúten”, conforme determina a Lei nº. 10.674 de 16/05/2003, visando garantir o direito à saúde do cidadão celíaco.

 

Alimentos que Contem Glúten: são preparados com cereais que contém glúten: trigo, centeio, cevada e seus subprodutos e todos os alimentos que levam essas farinhas em sua formulação.

 

Alimentos Proibidos e Permitidos para Celíacos

 

Outras possíveis fontes de glúten: alguns medicamentos (leia sempre a bula), produtos de higiene e cosméticos, material escolar como massinha de modelar, tintas e cola, ração de animais de estimação.

 

Não inicie uma dieta sem glúten antes de fazer os exames para não prejudicar os resultados.

RÓTULOS DE ALIMENTOS

 

A Lei Federal nº 10.674 de 2003, determina a obrigatoriedade de constar nos rótulos das embalagens de alimentos industrializados as inscrições “Contém Glúten” ou “Não Contém Glúten”, conforme o caso, visando garantir o direito à saúde do cidadão celíaco.

 

Onde procurar ajuda?

 

A Federação Nacional das Associações de Celíacos do Brasil (FENACELBRA) é a entidade que representa as associações de celíacos no país. O site da Fenacelbra traz diversas informações sobre a Doença Celíaca, leis (federais, estaduais e municipais) vigentes no país sobre a doença celíaca e celíacos, notícias e publicações gratuitas.

 

Dr. Dráuzio Varella: Doença Celíaca e a Alimentação sem Glúten

 

 

Cardápio com Receitas sem Glúten para Celíacos

 

Descubra como preparar um verdadeiro cardápio sem glúten. O livro 200 Receitas para Celíacos é essencial para a sua dieta sem glúten! Confira agora CLIQUE AQUI !

 

Fontes:

Federação Nacional das Associações de Celíacos do Brasil – FENACELBRA

Wikipédia

 

Doença Celíaca: Sintomas, Diagnóstico, Tratamento e Dieta
5 (100%) 1 vote

DEIXE UM COMENTÁRIO